Tag: dicas

Funcionalidades que o v-tracker tem e sua ferramenta provavelmente não tem

Olá v-trackers!

Tudo bem com vocês?

Muitas empresas de ferramentas de monitoramento de redes sociais dizem que suas ferramentas são as melhores do mercado, as mais completas e outras coisas do tipo.
Ser a melhor é subjetivo, ser mais completa, nem tanto.
Para ajudar-lhes no julgamento disso, vamos listar aqui diversas das funcionalidades que o v-tracker tem e que a maioria das outras ferramentas não têm (às vezes, nenhuma tem).

Comecemos por funcionalidades e características que facilitam a vida do analista, permitindo maior agilidade na qualificação, tageamento e etc.:

1) Suporte online: Nosso suporte é dez :) Basta clicar no ícone do suporte, dentro do v-tracker, e você já abre um chat com o suporte, online! Nosso suporte é extremamente qualificado e ágil, lhe ajudando em dúvidas sobre a ferramenta, cadastro das buscas e etc.. Ouvimos diversos relatos de nossos clientes e sempre fomos colocados como o melhor suporte dentre todas as ferramentas que utilizaram.

2) Identificação de ocorrências similares: com esse mecanismo é possível identificar ocorrências similares e agrupar as ocorrências que falam sobre o mesmo assunto, mesmo que utilizando algumas palavras diferentes. Isso facilita muito o trabalho do analista, possibilitando ações em massa e melhor e mais rápida análise de assuntos. É possível até pegar ocorrências similares em serviços diferentes, por exemplo, matérias vinculadas no Facebook e Twitter que falam do mesmo assunto. Esse algoritmo de inteligência foi desenvolvido por nós mesmos. Pouquíssimas ferramentas têm essa funcionalidade, para falar a verdade, não conhecemos nenhuma que tenha, vocês conhecem?

Similares

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2013/10/nova-funcionalidade-ocorrencias-similares/

3) Busca interna com operadores lógicos: o v-tracker possibilita que o analista busque no conteúdo já coletado pelo v-tracker (ocorrências) e encontre exatamente o que ele quer, utilizando operadores lógicos, por exemplo: se o analista quiser saber onde citaram “Dilma” e “Lula” no monitoramento de “Petrobrás”, mas não citou a palavra “PT”, ele pode buscar simplesmente por: “dilma AND lula -PT”. A maioria das ferramentas de mercado permitem apenas buscas por todas as palavras juntas ou frases exatas, sem “OR” ou “-“, assim, caso o analista queira saber o que citaram sobre a Dilma mas não citaram o Lula, não é possível, ele teria que manualmente retirar os resultados que citam Lula. Pouquíssimas ferramentas têm essa funcionalidade.

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2013/11/nova-funcionalidade-busca-interna-com-operadores-logicos/

4) Thumbnail das fotos em postagens que contém fotos: o v-tracker já mostra na timeline, junto ao texto postado, uma miniatura da foto anexada/postada, economizando muito tempo do analista, pois ele já visualiza tudo sem precisar ir para a página da rede/postagem original. Isso ajuda até em ações em massa. Grande parte das ferramentas têm essa funcionalidade, porém, nem sempre abrangendo todos os serviços possíveis.

instagram

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2012/11/nova-funcionalidade-fotos-diretamente-nas-postagens/

5) Filtros rápidos: o v-tracker conta com uma interface voltada para a usabilidade. Um componente importante para isso são os filtros rápidos. Com eles você terá os filtros mais utilizados já previamente definidos, acessíveis pela “rodinha” (scroll ou setas do teclado) do seu mouse. Por exemplo, filtros de datas (hoje, ontem, semana atual, últimos quinze dias…), serviços, tags, dentre outros, possibilitando filtragem do conteúdo com poucos cliques. Pouquíssimas ferramentas têm essa agilidade.

Filtro por serviços:
Serviços

Filtro por datas:
Screen Shot 2015-08-03 at 2.26.20 PM

6) Filtro avançado: filtro de detecção de “lixo” no monitoramento, evitando que ocorrências que não contenham exatamente o que você buscou apareçam na sua timeline. Esses “lixos” são muito comuns em diversos serviços, seja por implementação errônea das buscas internas desses serviços (API) ou por aproximação de termos que não nos interessam ou até por detecção errada de linguagem. O serviço mais problemático nesse ponto é/era o Facebook, porém, infelizmente, vários serviços precisam desse filtro para serem satisfatórios. Esse “problema” acontecerá em todas ferramentas, menos no v-tracker :)
Além disso, com esse filtro, é possível filtrar algumas palavras em uma página do Facebook, foto do Instagram e outros, descartando ocorrências que não citem essas palavras (algo que também não é possível diretamente pela API).
Pouquíssimas ferramentas têm essa funcionalidade.

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2013/04/nova-funcionalidade-filtro-avancado-lixo-no-monitoramento-nunca-mais/

7) Busca completa/avançada: mecanismo que facilita a inserção de buscas mais complexas sem necessidade de utilização de operadores lógicos (AND, OR e etc.), que nem sempre são de domínio dos analistas. Pouquíssimas ferramentas têm essa funcionalidade.

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2013/04/nova-funcionalidade-busca-avancada-cansado-de-operadores-logicos-avancados-no-monitoramento/

8) Grupos de publicadores: similares às tags, os grupos são marcações, porém, de publicadores. Com esse recurso, pode-se marcar alguns publicadores como “jornalistas”, “funcionários”, “oposição”, “perfil do concorrente”, “institucional”, “perfil oficial” ou qualquer outra marcação que faça sentido para o monitoramento, assim, toda ocorrência postada por aquele perfil/publicador que surgir, já será identificada como pertencente ao grupo (não há necessidade de colocar a pessoa no grupo novamente, como seria no caso de utilizar uma tag, por exemplo). Assim é possível filtrar e extrair relatórios do que os funcionários da empresa falam nas redes sociais, o que os jornalistas influentes falam sobre o assunto e etc., bem como facilitar a remoção, qualificação e tageamento em massa. Vejam que essa funcionalidade é similar às tags, porém, com outro propósito: ela “tageia” o publicador e não as coisas que ele fala. Um jornalista (grupo) pode falar de “inflação” (tag), de “juros” (tag) diversas vezes, em diversos tweets, sem deixar de ser jornalista e sem necessariamente falar disso sempre. Muitos analistas fazem isso com tags, o que é completamente errado, por falta desse recurso em sua ferramenta. Caso utilizemos um grupo “perfil oficial”, podemos, por exemplo, extrair relatórios com ou sem as ocorrências do(s) perfi(s) oficial(is), filtrando exatamente o que for necessário. Não conhecemos nenhuma ferramenta que tenha essa funcionalidade, vocês conhecem?

9) Sexo dos publicadores: o v-tracker coleta o sexo do publicador quando disponível, infere automaticamente quando não disponível e também permite alteração manual desse dado. Inclusive há um sexo “não aplicável”, para jornais e portais, que não têm classificação de sexo. Nem todas ferramentas têm essa funcionalidade, principalmente o sexo “não aplicável”.

Screen Shot 2015-08-03 at 2.33.49 PM

10) Detecção de ocorrências duplicadas ou editadas: quando uma ocorrência é editada, ela é coletada novamente pelo v-tracker, mantendo um histórico de edições. Com o filtro de duplicadas/edições, é possível identificar essas edições e também conteúdos duplicados. Alguns serviços como o Google, indexam as mesmas matérias ou blogs diversas vezes, entrando duplicadamente no v-tracker. Com esse filtro, você pode selecionar as mais antigas automaticamente e remover (o v-tracker já selecionará para você!). Poucas ferramentas têm essa funcionalidade.

11) Mecanismo de regras: com esse mecanismo diversas regras podem ser definidas e disparadas automaticamente, por exemplo; envio de email ou notificação no celular com as ocorrências tageadas como importantes todos os dias úteis às 17h para algum(ns) email(s) ou celulare(s), tageamento das ocorrências que contenham as palavras “concorrente1 OU concorrente2” como “concorrência”, envio de ocorrências com mais de 2 mil de alcance para algum(ns) email(s) no fim de semana e diversas outras possibilidades! É um mecanismo automático que ajuda muito o trabalho dos analistas!
Essa funcionalidade está presente na maioria das ferramentas, porém, normalmente com menos condições e ações que as do v-tracker.

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2013/10/nova-funcionalidade-mecanismo-de-regras/

12) Agrupamento de RTs e respostas no Twitter e respostas e comentários de páginas do Facebook: o v-tracker identifica os RTs, comentários e respostas dos posts (Twitter, Facebook e etc.) e permite agrupamento e filtragem desses em apenas um clique. Isso facilita muito a identificação do assunto e alcance, bem como ações de tageamento e qualificação em massa. Poucas ferramentas têm essa funcionalidade.

Screen Shot 2015-08-03 at 2.36.54 PM

13) Relevância das ocorrências: o v-tracker permite que as ocorrências sejam qualificadas em estrelas, de 1 a 5, definindo a relevância de conteúdos, assim é possível extrair relatórios de conteúdos mais e menos relevantes, bem como envio de emails ou notificações no celular de alertas via regras. Muitos analistas fazem isso com tags, por culpa da ausência dessa funcionalidade em suas ferramentas, o que é errado, pois são conceitos diferentes e gera retrabalho na hora de fazer filtros e relatórios. Pouquíssimas ferramentas têm essa funcionalidade.

relevância

14) Histórico de filtros: o v-tracker guarda os últimos 10 filtros realizados, permitindo rápida navegação através do botão “voltar”. Por exemplo, ao identificar um retweet, pode-se clicar em “Ver original e outros RTs” e depois de feito o trabalho, clicar em “voltar” no filtro, voltando ao filtro anterior. Pouquíssimas ferramentas têm essa funcionalidade.

15) Detecção de geolocalização: o v-tracker coleta a geolocalização exata dos posts, quando disponível, e também do perfil, através de inferência do texto de localização do perfil, por exemplo: um perfil que tenha em sua localização o texto “SP – SP” ou “Sampa”, será convertido para “São Paulo – SP”, “Floripa” para “Florianópolis – SC”. No relatório, é possível visualizar o ponto exato da ocorrência, quando disponível, pelo Street View. Pouquíssimas ferramentas têm essas funcionalidades, principalmente a inferência de localização, contendo apenas a localização quando informada.

Geolocalização

16) Detecção de linguagem dos posts, além da detecção dos serviços: o v-tracker detecta a linguagem dos posts, com algoritmo próprio, independente da API dos serviços, possuindo filtros e facilitando o trabalho dos analistas na remoção e/ou identificação de conteúdos de outras línguas. Podemo, por exemplo, criar uma regra que automaticamente retirará ou tageará posts em determinadas línguas. Pouquíssimas ferramentas têm essa funcionalidade.

17) Geração de amostragens aleatórias: o v-tracker pode ser configurado para gerar amostragens aleatórias dos monitoramentos, em diversas faixas (de 30 a 70%), permitindo alternar entre amostragens de acordo com o volume de dados coletados no dia. Poucas ferramentas têm esse recurso e essa flexibilidade.

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2012/09/nova-funcionalidade-amostragem-aleatoria-de-ocorrencias/

18) Atalhos!: o v-tracker possui atalhos de teclado para diversas ações, como selecionar, qualificação, tagear, inserir em grupo, remover e outras, tornando sua operação bem prática. Pouquíssimas ferramentas têm essa funcionalidade.

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2012/08/nova-funcionalidade-qualificando-e-tageando-ocorrencias-mais-rapidamente-via-atalhos/

19) Inserção manual de ocorrências: algumas postagens podem ser feitas de maneira privada e o v-tracker não ter acesso, também, alguns serviços ou APIs (leia-se Facebook :) ) podem trazer resultados diferentes para as mesmas buscas, fazendo com que o v-tracker não consiga captar todos os itens postados e outra pessoa fazendo a mesma busca consiga (e vice-versa). Para essas situações e outras, o mecanismo de inserção manual de ocorrências permite que o analista insira manualmente itens no v-tracker, assim, esses itens estarão no v-tracker como se tivessem sidos coletados, permitindo todas as ações comuns. Poucas ferramentas têm essa funcionalidade.

20) Diversas nuvens de palavras: o v-tracker possibilita a geração de nuvens de palavras de todas as ocorrências do monitoramento, somente as negativas, positivas ou qualquer outra combinação dos filtros. Inclusive, o v-tracker gera também nuvens de tags e de grupos. São inúmeras combinações. Pouquíssimas ferramentas permitem filtrar e gerar nuvem do que foi filtrado e de também de tags/grupos.

Mais detalhes de como usar as nuvens para agilizar o seu trabalho.
http://www.vtracker.com.br/blog/2012/02/dica-como-qualificar-e-analisar-as-ocorrencias-mais-rapidamente/

21) SAC 2.0: assim como nosso sistema de monitoramento, o sistema de SAC do v-tracker é completíssimo, com níveis de atendimentos, respostas pré cadastradas e muito mais! Sem valor adicional no seu pacote! Logo faremos um comparativo como esse, focado no SAC.

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2015/07/super-sac-2-0/
http://www.vtracker.com.br/blog/2015/07/atendendo-no-sac-2-0/

22) Acompanhamento de publicadores: que tal ver já direto na sua timeline se uma pessoa falou mais bem do que mal e vice-versa? Com a funcionalidade de acompanhamento de publicadores, o sentimento predominante do publicador no monitoramento já será mostrado, diretamente na timeline! Sempre que alguma qualificação é feita, o sentimento será recalculado e a borda da foto do publicador daquela ocorrência trocará de cor, caso ele troque de qualificação, indicando se ele é um detrator, em vermelho, neutro, em amarelo ou evangelizador, em verde. Você já tem acesso à essa informação, sem precisar conhecer o publicador. Tudo isso, atualizado em tempo-real, podendo ser filtrado e etc.. Não conhecemos nenhuma outra ferramenta que tenha essa funcionalidade!

acompanhamento de publicadores

Observem a borda em volta da foto do publicador, indicando que são evangelizadores e o v-tracker neutro. Caso o analista qualifique uma dessa ocorrências e o saldo do publicador da ocorrência altere, a bordar da sua foto já mudará, na hora!

23) Filtros competentes: com os filtros completos do v-tracker você conseguirá filtrar por:

– publicador (exato ou parte do nome)
– termo (com expressões lógicas)
– data
– qualificação (positiva, negativa e etc.)
– comportamento do publicador (evangelizador, detrator ou neutro)
– linguagem (detectada pelo v-tracker)
– sexo do publicador
– busca
– serviço
– grupo de publicador – com as opções “todos”, “quaisquer do(s) grupo(s)”, “sem o(s) grupo(s)”, “sem grupo algum”, “somente esse(s) grupo(s)” –
– tags – com as opções “todas”, “quaisquer da(s) tag(s)”, “sem a(s) tag(s)”, “sem tag alguma”, “somente essa(s) tag(s)” –
– relevância
– amostragem
– somente duplicadas
– somente arquivadas
– incluir filtradas
– somente filtradas
– somente acompanhadas
– somente cadastradas manualmente
– somente posts pais
– somente comentários/RTs
– somente respondidas/com RTs
– somente sem respostas/sem RTs
– com geolocalização

E ainda é possível ordenar por:

– seguidores/inscritos/amigos
– RTs/comentários/likes
– data
– data da coleta
– título
– descrição
– link
– publicador
– link ou coletadas mais recentemente

Sim! É muita coisa né?

Você consegue extrair o que quiser. Isso é válido para a listagem de ocorrências e relatórios! Pouquíssimas ferramentas permitem esse nível de controle em seus filtros, além de várias limitarem o número de resultados (coisa que não fazemos).

24) 5 níveis de qualificação: às vezes as qualificações positivo, negativo e neutro não são suficientes. Para isso, o v-tracker possui uma opção de qualificação de 5 níveis, que pode ser habilitada individualmente para cada monitoramento. Os níveis são: positivo, favorável, neutro, desfavorável e negativo.

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2015/07/qualificacao-de-sentimento-em-cinco-niveis/

25) Duplicação manual de ocorrências: às vezes uma ocorrência tem um sentimento misto, ou seja, ela é positiva de uma perspectiva e negativa de outra, por exemplo: um cliente diz “O novo Honda Civic 2015 está demais… já o City 2015 está horrível”. Nesse caso, o cliente falou bem de um produto e mal do outro. O v-tracker permite duplicar essa ocorrência e qualificar uma como positiva e outra como negativa, bem como tageá-las independentemente, sendo mais fiel a o que realmente aconteceu. Pouquíssimas ou nenhuma ferramenta que conhecemos tem essa funcionalidade.

26) Exportação das ocorrências como imagem: para facilitar a customização dos relatórios, o v-tracker permite a exportação de uma ou mais ocorrências como imagem, eliminando o tempo e o trabalho do analista de ter que visitar a ocorrência original na rede e descarta a instalação de plugins ou outros softwares para capturar o print da tela.

export

27) Lembrar filtro: pensando na praticidade e usabilidade do sistema, adicionamos a opção de “travar” um filtro, ou seja, quando o analista estiver em uma tela (timeline, por exemplo), aplicando um determinado filtro, ele pode “travar” esse filtro. Nas próximas telas que o analista visitar (tela de relatórios, listagem de publicadores, por exemplo) esse mesmo filtro já será aplicado, automaticamente.

28) Link acompanhados: para acompanhar a repercussão de uma notícia o v-tracker conta com a funcionalidade de acompanhar links, onde o endereço da notícia é inserido e o v-tracker acompanha, diariamente, o número de compartilhamentos dessa notícia nas principais redes sociais, permitindo a geração de gráficos da quantidade de compartilhamentos X tempo de uma ou mais notícias. Pouquíssimas ou nenhuma outra ferramenta de monitoramento tem essa funcionalidade, vocês conhecem alguma outra que tenha?

29) Métricas originais dos serviços: temos para cada serviço uma métrica diferente, seja curtidas, visualizações, compartilhamentos e afins. O v-tracker captura cada uma dessas métricas separadamente, com isso os relatórios ficam com um nível de detalhamento maior, sem necessidade de visitar cada ocorrência para ver os números. Algumas ferramentas não têm essa funcionalidade e outras que têm até cobram a mais por isso, nós não :) !

30) Escolhido pelas maiores agências do Brasil: FSB, CDN e In Press, as 3 agências que mais faturaram em 2014, são nossos clientes!

31) Vários serviços e buscas: Temos um total de 47 tipos de buscas em 27 serviços! Além dos serviços previamente cadastrados, é possível também cadastrar RSS de outros sites/blogs e também buscas externas, caso o site não tenha RSS. São diversas categorias: apresentações/slides (3 serviços), blogs (4 serviços), discussões (1 serviço), álbuns (3 serviços / 6 tipos de buscas), mídia (10 serviços), redes sociais (4 serviços / 15 tipos de buscas), vídeos (3 serviços / 5 tipos de buscas) e buscadores (1 serviço).

32) Qualificação automática: o v-tracker permite que palavras sejam cadastradas como positivas ou negativas, para cada monitoramento, além de permitir atribuição de um “score” para cada uma delas, assim, ele fará a qualificação automática. Por exemplo, caso cadastremos a palavra “horrível”, com o score -5 e a palavra “legal”, com o score de 2, uma ocorrência que tenha o texto “Antes o Honda Civic era legal, agora é horrível” teria um score de -3 (resultado de “-5 + 2”), sendo qualificada como negativa. Essa qualificação pode ser aprovada posteriormente ou modificada, sem trazer nenhum trabalho extra para o analista! Diversas ferramentas têm essa funcionalidade, porém, poucas com essa flexibilidade e atribuição de score para cada palavra, por monitoramento.

Agora, vamos falar de funcionalidades que facilitam a vida do analista e do gestor:

1) Planos dedicados: ao contrário da maioria das ferramentas do mercado, o v-tracker permite utilização em servidor dedicado, ou seja, o servidor será utilizado por um cliente só, garantindo melhor performance, segurança e possibilidade de melhor integração. Nessa modalidade, não há limitação do número de buscas, resultados, usuários e outros, assim, diversas buscas podem ser adicionadas facilmente em tempo-real, facilitando monitoramento de crises, prospecções de novos clientes e etc., sem gerar novos custos. Também é possível alterar configurações do servidor como tempos entre as verificações de buscas (para buscas que geram volume alto de itens), tempo de duração da sessão do usuário, dentre outras. Os únicos limites são os da própria máquina.

2) Customização: no nosso plano dedicado customizado você terá o v-tracker com a sua logomarca, sem nenhuma referência à marca do v-tracker, assim, caso disponibilize o v-tracker para seus clientes, eles acharão que o sistema é seu. Além disso, provemos diversas customizações e implementações sem custo adicional.

3) Aplicativo mobile com dashboard: Nosso aplicativo mobile tem os dados mais importantes do v-tracker, resumidos, em uma interface de dashboard, acessível em tempo real e compatível com iOS e Android. Ainda, é possível receber ocorrências do v-tracker diretamente no celular, assim, caso o analista ache algo interessante, ou cadastre uma regra, pode enviar para o celular do gestor (ou até seu cliente), na hora!
Que tal utilizar um dispositivo Android conectado à sua TV e utilizar o dashboard do v-tracker nela? São diversas possibilidades! :)
Os aplicativos mobile das ferramentas que conhecemos são todos voltados para o trabalho do analista (qualificação, tageamento e etc.), algo não muito prático ler matérias e analisar os conteúdos no celular, né? Sem dashboard e sem relatórios em tempo real. Conhecem algum similar ao nosso?

v-tracker mobile

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2015/02/app-mobile-monitoramento-vtracker/
http://www.vtracker.com.br/blog/2015/02/mobile-v-tracker-regras/

4) Aplicativo mobile “white label”: Assim como o plano dedicado customizado, customizamos o nosso aplicativo mobile com a sua marca e padrão de cores, assim, seus clientes terão um aplicativo seu sem referências ao v-tracker.

v-tracker mobile personalizado

5) Grafos: o v-tracker foi a primeira ferramenta nacional a lançar o serviço de geração de grafos! Extraia inteligência do seu monitoramento, de maneira rápida e impactante! Ideal para você que está cansado daquele mesmo relatório de positivo e negativo, os grafos dão diversos insights como integração e interação entre assuntos, grupos e outros.

Screen Shot 2014-08-19 at 2.15.57 PM

Mais detalhes:
http://www.vtracker.com.br/blog/2014/08/nova-funcionalidade-analise-e-geracao-automatica-de-grafos/

6) Flexibilidade nos limites: Nós somos amigos dos clientes: o v-tracker não cancela seu plano por falta de pagamento sem lhe avisar antes, diversas vezes. Não paramos sua busca caso ela atinja o limite contratado e etc.. Trabalhamos juntos para resolver quaisquer questões.

7) Treinamentos: Damos treinamentos para sua equipe sem custo adicional!

Agora, vamos falar do que é bom pra todos:

Ouvimos nossos clientes: grande parte dessas funcionalidades que viram aqui foram sugestões de nossos clientes. Ouvimos o feedback de todos os clientes e sempre que possível implementamos suas necessidades, afinal, quem sabe melhor o que o sistema precisa que quem o utiliza?


Posted in: dicas, diferenciais, novas funcionalidades, redes sociaisTags do artigo: , , , ,

[nova funcionalidade] Acompanhamento de ocorrências

Olá v-trackers!

Tudo bem com vocês?

Hoje anunciamos uma nova funcionalidade do v-tracker: acompanhamento de ocorrências!

Essa funcionalidade atualiza automaticamente as manifestações (somatório do número de likes/curtidas e comentários/RTs) de uma ocorrência acompanhada.

Quando uma ocorrência é inserida no v-tracker, a quantidade de manifestações salva é a quantidade exata no momento da coleta (snapshot) e se mantém assim. Porém, se posteriormente houver novas manifestações na ocorrência em questão, elas não serão atualizadas. O “acompanhar ocorrências” resolve este problema.

Por exemplo: um post no Instagram foi coletado no início do dia com 10 manifestações, sendo 7 curtidas e 3 comentários. Porém, esse post teve bastante repercussão e chegou a 50 curtidas e 25 comentários ao final do dia, totalizando 75 manifestações. Essa informação não será atualizada no v-tracker a não ser que essa ocorrência seja acompanhada!

Você começa a acompanhar uma ocorrência diretamente da listagem de ocorrências, clicando no ícone .

Feito isso, o ícone ficará azul indicando que a ocorrência está sendo acompanhada e as manifestações serão atualizadas automaticamente.

Para saber quantas ocorrências estão sendo monitoradas na sua empresa e quantas ainda podem ser acompanhadas (de acordo com o plano contratado), acesse a página de “Ocorrências acompanhadas” nas configurações do v-tracker.

Você pode também atualizar manualmente as ocorrências acompanhadas através da tela de relatórios, assim você terá a informação real antes de gerar um relatório:

Atualmente, esta funcionalidade é exclusiva para os serviços Twitter e Instagram, estamos trabalhando para disponibilizá-la em outros serviços relevantes.

Qualquer dúvida ou sugestão, entre em contato conosco.

Até mais!


Posted in: dicas, novas funcionalidades, redes sociais, v-trackerTags do artigo: , , , , ,

Entenda como funcionam os serviços do v-tracker

Olá v-trackers!

Tudo tranquilo com vocês?

Hoje daremos dicas para bombar o seu monitoramento no v-tracker!
A qualidade do resultados de um monitoramento no v-tracker (e qualquer outra ferramenta de busca) é completamente dependente da busca em si: se você buscar pelos termos corretamente, você terá o que precisa, se não, o monitoramento pode trazer muito lixo ou até não trazer os resultados que precisa.
Por isso, daremos aqui algumas dicas sobre os dois pilares de uma boa busca: operadores lógicos e lógica de busca de cada serviço/rede.

1) Operadores lógicos: é de extrema importância entender como funcionam os operadores AND (e), OR (ou), – (negação/menos) e “” (aspas). Por mais que o v-tracker tenha o mecanismo de busca avançada/completa, que abstrai a complexidade dos operadores lógicos, é importante entendê-los para fazer buscas mais complexas.
Abaixo mostramos uma tabela com a definição dos operadores lógicos e outra com exemplos do uso dos operadores:

2) Lógica de busca de cada serviço/rede: o v-tracker acessa os serviços através de uma API que é fornecida por cada um deles, assim, cada API tem um funcionamento específico, ditado pela implementação que cada um faz. A API do Twitter funciona super bem, enquanto a do Facebook é péssima, por exemplo. Por mais que o v-tracker se esforce para levar suas buscas para as APIs, muitas delas retornam resultados errados ou até nem têm todas as funcionalidades que precisamos. Todas essas regras de qual rede funciona bem, qual não, qual busca posts públicos, qual busca por hashtag e etc., foram colocadas na tabela a seguir. Essa tabela tem que estar do seu lado a cada cadastro :)

Gostaram?

Quaisquer dúvidas, escrevam para nós.

Até a próxima!


Posted in: dicas, redes sociaisTags do artigo: , , , , , ,

[nova funcionalidade] Análise e geração automática de grafos!

Olá v-trackers!

Tudo bem com vocês?

Hoje estamos anunciando o lançamento de mais uma exclusividade do v-tracker: geração automática de grafos!

Não passaremos aqui a definição do que é um grafo (não confundir com “gráfico”!), pois há diversas definições bem completas na Internet. Ao invés disso, mostraremos um exemplo gerado a partir de um monitoramento que fizemos da Dilma. Assim, sua utilização ficará mais clara e economizaremos algumas horas do seu estudo :).

Os grafos apresentados vieram de um monitoramento da palavra “Dilma” (combinada com algumas outras palavras relacionadas) em diversas redes, pelo período de 5 dias. Todos os assuntos foram automaticamente tageados pelas regras do v-tracker.

O primeiro tipo de grafo que mostraremos contempla a relação entre pessoas (publicadores) e assuntos (tags), assim, caso uma pessoa fale sobre um assunto, ela terá ligação com esse assunto. Abaixo um exemplo:

Nesse exemplo, o nó central, menor, representa uma pessoa e os nós maiores representam assuntos (roxo representa um assunto relacionado à Venezuela, azul relacionado ao Lula e o último relacionado ao Ibope). Essa pessoa provavelmente falou uma ou mais vezes sobre o Lula e um pouco menos sobre Venezuela e Ibope, por isso, o nó Lula está mais próximo do nó dela.

O grafo completo é exatamente isso, porém, com muito mais pessoas, tags (assuntos) e relacionamentos:

Tá… inicialmente esse grafo pode parecer confuso, porém, com o tempo ele se torna bem útil e de fácil interpretação!

Entendido o básico (uhul!), outro conceito importante é a formação de clusters ou grupos: o grafo é capaz de identificar pequenas redes interconectadas e separá-las como grupos. De maneira mais fácil; o grafo consegue identificar grupos de pessoas que falam das mesmas coisas ou têm os mesmos interesses. Para exemplificar, abaixo há uma figura de um grupo identificado que fala/compartilha posts relacionados à Rachel Sheherazade (e Dilma):

Nesse grafo, assuntos bem relacionados foram propositalmente tageados, por questões didáticas. Pela figura, observa-se claramente que o pessoal que está falando da Sheherazade também fala bastante da Bolívia, Venezuela e Cuba (aumente a figura e verá que os textos estão escondidos atrás do “Sheherazade”, dificultando a leitura). O grafo identificou que esses assuntos são bastante relacionados, assim, todas essas pessoas formaram uma pequena rede ou grupo e foram coloridas de roxo. Isso realmente é verdade, pois, no vídeo compartilhado em grande parte desses posts, Sheherazade criticava as ações do Governo e citava esses países. Essas pessoas, porém, pouco falaram de outros assuntos relacionados à Dilma, por isso, formam um grupo um pouco “isolado” (observem o grupo roxo na figura do grafo completo). Como dito, os assuntos foram propositalmente tageados de maneira que inclusive estes se sobrepuseram no layout, dificultanto a leitura. Em casos mais reais, isso pode ser evitado com melhor execução do layout e melhor distribuição dos assuntos/tags.

De maneira semelhante, outro grupo identificado foi de oposição à Dilma, utilizando as hashtags #foraDilma, #foraPT e #MudaBrasil. Também, percebe-se que nesse caso, o que “disparou” grande parte dessas hashtags foi um vídeo que mostrava um entrevistador do Ibope supostamente comprado pelo PT induzindo o entrevistado:

Olhando para o grafo completo novamente, é possível verificar que esse pessoal fala de diversos outros assuntos, sendo mais “conectados” e dispostos no meio do grafo (abaixo de “Corrupção”), ao passo que o pessoal do grupo roxo (Sheherazade) está um pouco mais distante. Isso significa que o pessoal de Sheherazade falou menos e/ou praticamente só disso, tendo pouca conexão com os outros assuntos. Da mesma maneira, o pessoal de #dilmadenovo e #aecionever estão também um pouco desconectados (são os grupos rosa no canto esquerdo (#dilmadenovo) e verde/azul piscina no canto superior direito (#aecionever)), ou seja, falam mais desses assuntos (#aecionever e #dilmadenovo) do que dos outros assuntos.

Essas conclusões podem parecer óbvias pelo motivo didático desse post, porém, em cenários mais complicados, o grafo pode revelar diversos insights praticamente impossíveis de se ter com a análise manual das ocorrências.

Além desse grafo de tags, o v-tracker conta com diversos tipos de grafos. Um deles é o de influência no Twitter:

Nesse tipo de grafo, todos os nós são pessoas ou publicadores e eles são ligados pela influência que um exerce no outro:

Aqui vemos o conjunto de pessoas que são influenciadas pelo portal G1. Nesse caso, as pessoas em amarelo, mesma cor do G1, são mais influenciadas pelo perfil do G1 do que qualquer outro perfil que publicou informações relacionadas à presidenta. Já os de outras cores também são influenciados pelo G1, porém, pertencem mais a outra rede de influência, podendo até serem influenciados mas não concordar efetivamente com o que é postado (caso de RTs com comentários e afins), não formando efetivamente um grupo (mesma cor).

Analisando todo o grafo, vemos que há uma clara distribuição de perfis apoiadores da Dilma, em azul, e perfis não apoiadores, em amarelo. Outras pequenas redes são formadas nas bordas do grafo, porém, de menor importância:

Para facilitar a interpretação dos grafos, o v-tracker gera também uma página online, na qual você pode navegar entre os nós, aplicar “zoom” e outras funcionalidades. Nessa página é possível analisar um resumo de cada nó e grupo clicado:

Esse resumo tem detalhes de um nó, link para perfis e para o grafo de todos os nós, influenciados, influenciadores, tags, dentre outros, mudando para cada tipo específico de grafo.

Legal né?

E como você pode ter isso? Baixando o Gephi, lendo 300 tutoriais e depois fritando o seu computador processando o grafo (para quem nunca tentou, essa operação utiliza muito poder computacional, esquentando muito, literalmente, o seu computador!)?

Não! O v-tracker gerará o grafo para você e o enviará já processado (seu computador agradece!) um arquivo PDF e um link da página para melhor análise do grafo! E, se você quiser, pode configurar alguns parâmetros (layout, modularidade, número mínimo de conexões e tempo de layout) antes de gerar, diretamente pela interface do v-tracker, sem necessidade de nenhuma ferramenta extra!

Se ainda assim não estiver satisfeito, o v-tracker pode lhe enviar um arquivo para você abrir no Gephi e ajustar o que achar necessário.

Gostou?

Para adquirir basta ligar para o número 011 140… brincadeira, basta entrar em contato :)

O grafo de tags está aqui: http://grafos.vtracker.com.br/grafos/78

E o grafo de influência aqui: http://grafos.vtracker.com.br/grafos/79

Seja paciente pois como são muitos dados, leva-se um tempo até montar o grafo.

Para navegar entre os grupos, basta utilizar o menu “Filtrar por grupo”, à esquerda, abaixo.

Filtro por grupos

Acima desse menu, é possível buscar também por usuários, tweets e outros, dependendo do tipo do grafo.

Quaisquer dúvidas ou sugestões, entrem em contato!

Até a próxima!


Posted in: novas funcionalidades, v-trackerTags do artigo: , , , ,

Como fazer buscas de posts no Facebook

Prezados v-trackers,

Recentemente o Facebook tirou a funcionalidade de busca de posts na sua página. Antigamente, essa busca era possível pela barra de busca no topo, porém, após a adição do graph search, a busca por posts foi retirada, deixando muitos analistas na mão. É de conhecimento de todos que o Facebook não é muito amigo com suas APIs falhas, porém, nesse caso, quem pode nos salvar é ela: a API do Facebook!

A solução aqui sugerida não é a melhor, porém, hoje é a única solução: registrar-se como desenvolvedor e utilizar a API para trazer os dados. Se você é desenvolvedor ou já mexeu com algo parecido, vai achar isso tranquilo, porém, se você não é um geek, vai ter problemas no começo, mas logo se acostuma com o formato e será (quase) feliz!

Vamos lá para o passo a passo (perdoem as partes em inglês e português, o Zuckerberg não quis traduzir tudo :)):

1 – Acesse a página de desenvolvedores do Facebook, logado com seu usuário comum: https://developers.facebook.com/

2 – Registre-se como desenvolvedor, clicando em “Register as developer”:

3 – Concorde com os termos da plataforma do Facebook e clique em continuar:

4 – No segundo passo, ele pedirá para você confirmar seu telefone. Insira um número válido de seu celular (e tenha ele por perto) e clique em “Continuar”:

5 – Quando receber o SMS do Facebook, entre com o código enviado na caixa de texto e clique em “Confirmar”.

6 – Decida se quer compartilhar seu número com os amigos ou não e clique em “Continuar”.

7 – Responda às perguntas do Facebook sobre seus cargos ou pulem clicando em “Pular”.

8 – Pronto! Você já deve ser um desenvolvedor Facebook agora (que moral hein!?)!

9 – Nesse ponto, você poderá criar um aplicativo novo ou simplesmente utilizar o que já existe na ferramenta do Facebook. Para simplificar esse tutorial, utilizaremos o próprio app do Facebook. Para isso, basta clicarmos em “Ferramentas > Graph Explorer”:

10 – Para termos acesso ao app do Facebook, precisamos permitir que ele utilize nosso perfil, para isso, clicamos em “Obter token de acesso”:

11 – O app do Facebook utilizará as informações do seu perfil para fazer a busca, assim, ele precisa da sua autorização e também de algumas permissões. Para simplesmente fazer busca, não precisamos de nenhuma permissão específica. Assim, podemos clicar direto em “Get Access Token” (ou “Gerar Access Token”):

12 – O app do Facebook pedirá sua autorização, nesse caso, basta clicar em “OK”:

13 – Estamos quase lá! Agora, basta colocar no campo ao lado de “GET”, a URL da API para busca (substituindo o v-tracker pela palavra que quer buscar): “search?q=v-tracker&type=post” (sem aspas).

14 – Pronto! Isso já trará para vocês os posts retornados. Claro que ainda é em um formato feio, cheio de lixo (pois não tem nosso filtro avançado, porém, pode-se tirar alguns campos e adicionar outros, para deixar mais fácil para ler, por exemplo, “search?q=v-tracker&type=post&fields=id,name,caption,description,link,from,type,message,created_time,likes,place”, nesse exemplo pedimos só os campos que nos interessam mais:

Esse mesmo mecanismo pode ser utilizado para buscar páginas, grupos e outros tipos de conteúdos do Facebook, mudando o “type=post” para “type=page”, por exemplo. A referência é um pouco chatinha, porém, dá para extrair bastante informação daqui: https://developers.facebook.com/docs/reference/api/search/

Ah, a busca pode conter espaços, porém o Facebook não trabalha com aspas, AND e OR! Esse tipo de busca só é possível com o serviço “Facebook Otimizado”, que é exclusivo do v-tracker.

É isso pessoal! Espero que essa dica ajude vocês no trabalho diário.

Quaisquer dúvidas ou sugestões, deixem um comentário ou entrem em contato!

Até a próxima!


Posted in: dicas, redes sociaisTags do artigo: , ,