favicon.png

    Desbloquear o celular com o cérebro será possível | #BehaviorTech

    Utilizar a força do pensamento para abrir portas, desbloquear a tela do celular ou até mesmo fazer uma transação bancária parece algo muito futurista, ou vindo direto de um filme de ficção científica, mas essa realidade pode estar mais próxima de nós do que você imagina.


    Com os estudos desenvolvidos pela startup Neuralink do bilionário Elon Musk, já estão sendo desenvolvidas tecnologias que conectam o cérebro humano com as máquinas com a implementação de microssensores, e com isso será possível utilizar ondas cerebrais no lugar de senhas.


    Imagina só pensar em uma palavra e conseguir acessar seu e-mail?

    Apesar de muito empolgante, ainda ainda há barreiras para a implantação dessa tecnologia em larga escala, pois lidar com a complexidade do cérebro humano não é uma tarefa fácil. Ele está em constante transformação e é pouco viável reproduzir suas condições em laboratórios para testes.


    Além disso, uma das dificuldades para a implementação desta tecnologia é sua funcionalidade, pois hoje os testes em laboratório são feitos com um capacete cheio de eletrodos para captar as ondas. A Neuralink está investindo todos os seus esforços neste ponto, criando sensores ultrafinos para conectar o cérebro à aplicativos, e os dados serão enviados aos celulares através de aparelhos auditivos especiais, fazendo com que seja possível controlar o smartphone apenas com o pensamento.


    Outro problema é que, para que a conexão entre o cérebro e o smartphone funcione, é preciso estar focado na ação em questão. Por exemplo, pode ser difícil conseguir destravar o celular caso você esteja estressado, ou em um lugar barulhento que tire sua concentração. 


    A terceira (e mais perigosa) dificuldade para implementação desta tecnologia é a questão da segurança, pois uma vez que a onda cerebral usada para produzir uma senha fosse digitalizada, seria muito fácil que um hacker conseguisse captá-la.


    FONTE